Cinecartaz

Hugo Char

É preciso uma África livre de fronteiras ocidentais

Este filme poderia servir como alerta para muita coisa que se passa em África, como por exemplo a "ajuda" internacional. Dá-se com uma mão, tira-se com a outra. Infelizmente vai apenas ser visto como mais um filme (ou pior, uma história de amor entre ocidentais) e tudo vai continuar na mesma. Ou seja, nós, os ocidentais, a viver à custa da riqueza do continente africano (ouro, diamantes, petróleo, etc.); e em contrapartida, porque somos muito bonzinhos, ajudamos os governos despotas nas suas contínuas carnificinas contra os povos. A África só vai ter paz e justiça quando os ocidentais a deixarem em paz a governar-se sozinha, e isso só vai suceder quando já não houver lá nada que nos interesse!

Publicada a 17-01-2006 por Hugo Char