Cinecartaz

DelTango

Onde há guerra não há amor

Um amor foi viver para um país violento. Deixou-se morrer e foi morto. Depois quis ressuscitar. Mas não foi possível, já estava morto. Afinal sem se ter deixado morrer. Conclusão: sítios de guerra e miséria não toleram amores estrangeiros. Muito menos os da terra. Apesar do bom papel, porque teve Rachel Weisz um Óscar?

Publicada a 12-03-2006 por DelTango