Cinecartaz

Miguel Carqueija

Obra-prima

Filipe Teixeira tem toda razão. "Hard candy" é cinema de arte, minimalista. Uma tremenda interpretação de Ellen Page. Um aterrador libelo contra a pedofilia. Hayley Stark não é uma vilã, é um anjo da vingança, e talvez seja mesmo um anjo, de tal maneira permanece o mistério em torno de sua real identidade e de como ela sabia de tudo.
Uma pessoa normal não terá pena de um pedófilo estuprador e assassino, que ainda tem a cara de pau de dizer, sobre a garota desaparecida, "Eu não a matei, só assisti, quem matou foi o outro". A resposta de Hayley é surpreendente: "Engraçado, ele disse que foi você" (ela já tinha cuidado do outro...)
Muitas cenas antológicas, como a longa sequência da castração e as horas em que o fotógrafo abusador se livra das cordas e tenta matar a menina e ela o enfrenta.
Um filme para assistir muitas vezes.

Publicada a 27-04-2012 por Miguel Carqueija