Cinecartaz

Tania Rodrigues

Bonzinho mas...

O que pensava ser um filme que representava a vida dos latifundiários antes, durante e depois do 25 de Abril, acabou por se revelar a história de uma familia igual às muitas que se vêem hoje em dia, em qualquer novela das televisões portuguesas.
Não menosprezando o trabalho dos actores, que até creio ter sido bom, há que apontar um exagero a nível de cigarros e bebida num filme demasiado extenso. Ao ponto de ter questionado se o filme não teria sido patrociando/financiado pela Tabaqueira.
Muitas pontas soltas, marioritiamente devido aos vários avanços no tempo durante o filme.
Resumindo... vê-se, mas podia estar bastante melhor.

Publicada a 16-10-2019 por Tania Rodrigues