Cinecartaz

Virgílio E. Ribeiro

MulherzinhasFilmezinho

Tenho uma vaga lembrança da primeira realização deste "Mulherzinhas", mas guardo a sensação de que foi inteiramente do meu agrado, o que já não aconteceu com esta segunda versão. Surpreendentemente achei o filme longo e com muitos momentos de algum bocejo e que, de modo algum, esperava. Não basta tentar, tem de se conseguir e, na minha opinião, o realizador não conseguiu, nem de longe, a sua obra-prima.

Publicada a 06-02-2020 por Virgílio E. Ribeiro