Cinecartaz

Cristina C.

Nada é perfeito

Põe à prova a nossa versão deturpada do conflito familiar... Será possível sobreviver ao desapontamento? Pessoas diferentes com objectivos e visões do mundo paralelas poderão fazer do futuro um local comum? Seremos verdadeiramente criaturas violentas? Vale por isso... E claro pelo enigmático charme do actor... Contudo, talvez o filme seja desapontador para a maioria do público, por se estruturar num argumento impossível, um resumo demasiado incompleto da complexidade exigida pelas decisões que tomamos na vida e seu reflexo no seio familiar. Mas a mensagem está lá e é imprescindível... Nada é perfeito. Num filme em que as imagens de agressividade humana não seriam inesperadas, deparamono-os com a exagerada violência nas imagens de um outro ser vivo, que foram um pouco além do necessário.
Um filme que o público vai "recriando" na sua mente até ao final.

Publicada a 16-10-2020 por Cristina C.