Cinecartaz

Edgar

Absolutamente imperdível!!

Será preferível viver na ilusão? Seremos mais felizes construindo nós próprios a realidade? A que ponto é que vivemos enganados? Estas são apenas algumas questões que nos sobressaltam após vermos este belíssimo filme! O realizador parece ter bebido a inspiração para esta "obra-prima" em dois dos melhores filmes europeus dos últimos dez anos: "Underground" e "Amélie Poulain". Se no primeiro o motivo era a guerra dos Balcãs, no segundo a menina prodigiosa levou-nos através do país das maravilhas (neste caso a cidade de Paris). Aqui o mote é a queda do Muro de Berlim e a reunificação alemã; factos que nos são familiares e que seguimos atentamente. Tal vez por isso o filme seja tão marcante. Talvez haja uma cena mais marcante que as outras, quando a estátua cortada de Lenine sobrevoa a Alexander Platz e como que se despede da cidade e da mãe. Gostei particularmente da cena da festa de anos da mãe, onde se reúne uma assembleia "sui generis". De um lado os saudosistas da DDR, do outro os falsos pioneiros a troco de 20 DEM e no meio o namorado da irmã, talvez um desiludido da RFA??? Absolutamente imperdível!!

Publicada a 23-09-2003 por Edgar