Cinecartaz

Pub

La Belle Époque

Título original:
La Belle Époque
De:
Nicolas Bedos
Com:
Daniel Auteuil, Guillaume Canet, Doria Tillier
Género:
Comédia Dramática
Classificação:
M/14
Outros dados:
FRA, 2019, Cores, 115 min.

Depois de quase quatro décadas de vida em comum, Victor sabe que o casamento com Marianne está à beira da ruptura. Um dia, conhece Antoine, um empresário bem-sucedido que criou um novo tipo de entretenimento. A experiência que proporcionam aos seus clientes é uma mistura de teatro e recriação histórica, que oferece a cada participante a possibilidade de "viajar" para qualquer momento do passado. Victor, que aceita o desafio, não tem dúvidas sobre o momento que quer reviver: a época em que, ainda jovem, conheceu Marianne, o grande amor da sua vida.  
Apresentada no Festival de Cinema Cannes (fora de competição), uma história romântica escrita e filmada por Nicolas Bedos ("Sr. e Sra. Adelman"), com a participação de Daniel Auteuil, Guillaume Canet, Fanny Ardant e Doria Tillier (mulher do realizador na vida real). PÚBLICO
 

PUB

Votos dos Leitores

Média da votação dos leitores, num total de 45 votos (carregue na posição pretendida para votar)

Votos dos Críticos

Não existem votos dos nossos críticos.

Envie-nos a sua crítica

Para submeter o seu comentário tem que ter javascript activo no seu browser.

Pedimos que respeite os nossos Critérios de Publicação. Reservamo-nos o direito a não publicar quaisquer comentários inadequados ou ofensivos. O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados. Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.

Críticas dos nossos leitores

  • José Miguel Costa

    4 estrelas

    Vitor e Marianne são um casal de intelectuais de classe média alta com um casamento à (continuar a ler)

  • José Miguel Costa

    4 estrelas

    Victor e Marianne são um casal de intelectuais de classe média alta com um casamento à (continuar a ler)

  • Fernando Martins

    Delicioso

    Impressionante ritmo narrativo, bom desempenho dos actores, belo filme.

  • Raul Gomes

    Doce nostalgia

    Argumento fabuloso, interpretações notáveis, e um Daniel Auteuil num soberbo papel,  (continuar a ler)