Cinecartaz

Raul Gomes

Este mundo não foi feito para velhos

"Road movie" de uma mulher que se vê desamparada por morte do marido, e que enfrenta a estrada como nómada, num furgão onde tenta encaixar toda uma vida de recordações.
Encontra nessas mesma pessoas que optaram, por querer ou por necessidade, uma compreensão, uma solidariedade, uma fraternidade, e uma igualdade que nos comove, ainda mais com a elevada performance de Frances McDormand, mas longe da extraordinária personagem de Três Cartazes à Beira de Estrada.
Vivendo de empregos precários e mal pagos (vulgo Amazon), vão sobrevivendo à base de trocas, em que cada um leva o que precisa e deixa o que não quer.
Mesmo quando se proporciona uma estabilidade emocional e residencial, a chamada de liberdade é mais forte.
Bem filmado e melhor realizado, um só senão nas montagens de cenas que poderiam e deveriam ser mais exploradas.
Uma rede humana que nos transporta a um começo de civilização, e que muitas vezes a vida que levam é muito diferente daquela que passa na estrada a poucas centenas de metros do parque de caravanas. e, isso até se vê nos SSV (moto-quatro) que os visitam à procura, ou à ganância de um lucro fácil, face às dificuldades dos eventuais residentes.

Publicada a 20-04-2021 por Raul Gomes