Cinecartaz

Leonor

Presos no espaço e não no tempo...

Não sei se o título em português é adequado. Na minha opinião, não é. Desvirtua a mensagem e o conteúdo do filme, cuja realização, não deslumbrante, consegue salvar-se no fim por todos sabermos que o preço de uma vacina/medicamento para salvar muitos será sempre a morte de alguns e naturalmente que temos pena. Em termos de atuações, nenhum destaque positivo, apenas um mais negativo que respeita à falta de brilho de Gael García Bernal no filme, quase como quem não acredita no que está a fazer... foi uma hora e tal de sacríficio a ver (riso perante o ridículo de algumas cenas) e um final expectável de dez minutos de razoável cinema. Duas estrelas apenas.

Publicada a 29-07-2021 por Leonor